Resenha: King of Thorns

Finalmente agora com as féries consegui um tempo para fazer novos post no blog, e decidi que era hora de fazer as resenhas que faltavam da Trilogia dos Espinhos (ou em inglês “The Broken Empire”).

No final das contas eu li tudo em inglês mesmo, no meu Kobo, por que não consegui aguentar até lançar no Brasil a versão em pt-br. Mas depois que vi as edições da DarkSide, eu tive que comprar elas, por que são simplesmente muito bem feitas.

Para quem ainda não viu, fiz um resenha do primeiro livro da série aqui no blog: Resenha: Prince Of Thorns.

Outro detalhe: Quem ainda não terminou de ler o primeiro livro, melhor não ler essa resenha, por que mesmo sem dar spoilers do segundo livro, não teria como falar dele sem dar spoilers do primeiro.



História

A história do livro dois se passa 4 anos depois do fim do primeiro livro, começando logo de cara mostrando que Jorg agora é Rei. Só que, da mesma forma que o primeiro, o autor fica trocando entre o tempo atual do livro e 4 anos antes (isso é, pouco depois de ter acabado a história do primeiro livro), e com isso você vai desvendando certos segredos do que que aconteceu até os fatos recentes.

Outro fator importante a levar em consideração, é que você vai vendo ao longo do livro que tudo está conspirando contra o protagonista em sua empreitada para se tornar o emperador.

Jorg e Katherine

A história também conta com o ponto de vista da personagem Katherine, a “tia” de Jorg pelo qual ele é apaixonado, e que de alguma forma parece se distanciar cada vez mais.

Poderes Mágicos

No fim do primeiro livro já vemos que Jorg conseguiu algumas coisas de necromancia por conta da sua dieta alimentar (quando ele comeu o coração de um necromante), agora no segundo temos outros poderes aparecendo e deixando a trama muito mais fantástica. Entretanto, começamos a ver também que o poder da necromancia de Jorg veio com seu preço, quando logo no começo da história o personagem já é atormentado pelo fantasma misterioso de uma criança, que por razões que o leitor vai descobrindo ao longo da história, ele não sabe quem é.

Os Construtores

Novas coisas são mostradas dos construtores, seus “fantasmas” e suas máquinas que ficaram para trás.
Mas, no fim das contas eles continuam mais como um plano de fundo, do mundo esquecido.

Mitologia

Novamente o autor do livro faz coisas fantásticas, quando ele pega mitologias que para nós já são antigas e distorce levemente as mesmas, dando a ideia de como as coisas vão mudando com o tempo, a medida que as histórias vão sendo recontadas.
Uma das mais bacanas mencionadas nesse segundo livro é a da mitologia nórdica, e o que ela se tornaria no tempo de Jorg.

Por fim acho que esse segundo livro da série é muito bom, você continua tendo que ler sem parar e vai cada vez mais compreendendo a forma como o protagonista age.

E como vocês podem ver pelas fotos, a edição brasileira tá ótima, vale muito a pena comprar.

Mais imagens!

Quem quiser mais imagens do livro deem uma olhada no blog da Annanda Sousa, ela que tirou essas fotos e muitas outras fotos incríveis da minha coleção, vale a pena uma olhada =).
Abraços.

About arruda

Adoro programar, descobrir novas frameworks ágeis e suas diversas aplicações.